NINP e PF apreendem 16 kg da droga “skank” em Macapá

ROTA DO SKANK – Os 16 tablets de droga apreendida em Macapá tinham em torno de 1 quilo cada. A droga é raramente encontrada no Brasil, sendo mais consumida na Europa

Após denúncia anônima, o Núcleo de Inteligência do Ministério do Amapá (NINP) e a Polícia Federal (PF), através da Divisão de Repressão a Entorpecentes (DRE), apreenderam em Macapá, 16 kg da droga “skank” (uma espécie de maconha cultivada em laboratório). A droga veio de Campo Grande (MS) e chegou ao Estado trazida por uma adolescente, que a transportou em voo comercial.
Ao desembarcar, a adolescente pegou um taxi, que já a aguardava no Aeroporto Internacional. O veículo foi abordado pelos agentes do MP e PF na Rua Hildemar Maia com a Avenida José Tupinambá, bairro Santa Rita. Em seguida, os dois foram encaminhados ao DRE para a autuação do flagrante.
“O sucesso dessa operação reflete a importância do apoio que estamos recebendo da comunidade nessa guerra diária contra o tráfico de drogas. Sabemos que não é fácil e existe um verdadeiro exército aliciado pelo crime. No entanto, nada pode ser mais poderoso que a união da comunidade nessa luta. Pedimos sempre que nos ajudem e denunciem. Qualquer informação pode ser útil e será devidamente apurada. Agradecemos a confiança depositada em nosso trabalho”, manifestou a coordenadora do NINP, promotora de Justiça Andrea Guedes.

Saiba mais sobre o skank
Também conhecida como supermaconha e skunk, é uma droga mais potente que a maconha, ambas são retiradas da espécie Cannabis sativa e, por esse motivo, possuem em suas composições o mesmo princípio ativo – THC (Tetra-hidro-canabinol).
O que torna o Skank uma forma mais concentrada de entorpecente?
A diferença é proveniente do cultivo da planta em laboratório. O preparo da Cannabis sativa para obtenção do Skank é feito em estufas com tecnologia hidropônica (plantação em água).
Segundo estudos, no skank há um índice de THC sete vezes maior que na maconha. A porcentagem chega até 17,5%, sendo que na maconha é de 2,5%. Sendo assim, a quantidade necessária para entorpecer o indivíduo é bem menor.
Ações no organismo: A droga começa a ser absorvida pelo fígado até que o composto THC alcance o cérebro e o aparelho reprodutor.
Efeitos colaterais: como já foi dito, a espécie Skank é mais entorpecente que a maconha, seu uso leva a alterações da serotonina e da dopamina no organismo, e fazem o indivíduo ter dificuldades de concentração por provocar danos aos neurônios. Provoca também lapsos de memória e afeta a coordenação motora.
Em geral, os efeitos da droga Skank são semelhantes aos da maconha: excitação, aumento de apetite por doces, olhos vermelhos, pupilas dilatadas, alucinações e distúrbios na percepção de tempo e espaço.

O que é Skank ou Skunk?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s