Autor lança livro independente para tratar das minudências do cotidiano


CAPAS DO LIVRO – ESCRITO, EDITADO E DIAGRAMADO PELO PRÓPRIO AUTOR, “TRIVIAL COTIDIANO” GANHA VERSÃO IMPRESSA E PODE SER ENCONTRADO NA BANCA DO DORIMAR

Está disponível na Banca do Dorimar, localizada na praça Veiga Cabral, centro comercial de Macapá, a versão impressa do livro “Trivial Cotidiano – Crônicas do Caos Sem Fim”, de autoria do jornalista e publicitário Emanoel Reis. A obra reúne crônicas versadas sobre assuntos variados, construídos a partir de episódios corriqueiros catalogados pelo autor ao longo de cinco anos de observações. O desafio, segundo afirma, é extrair lições de vida de qualquer cenário ou acontecimento aparentemente insignificante, como uma trombada na coluna interna de uma agência bancária ou um tropeção em cacos de tijolos dispersos sobre uma calçada.
“Extrair lições simples de acontecimentos aparentemente insignificantes ocorridos no cotidiano, requer uma percepção apurada das coisas e personagens envolvidos. Nem sempre isso é possível. Normalmente, esses fatos corriqueiros passam despercebidos por conta da complexidade dos problemas diários que exigem atenção redobrada. Às vezes, essas complicações nem sempre deveriam absorver energia pessoal desmedida, mas, como a sobrevivência com dignidade exige empenho excessivo, isso acaba desviando os olhares para interesses momentaneamente importantes”, assinala o cronista.

EMANOEL REIS – AUTOR TRATA EM LIVRO O COTIDIANO COMO FONTE DE SABEDORIA. PROPOSTA É MOSTRAR PARA O LEITOR O CAMINHO DA AUTOCOMPREENSÃO

Para evitar esse desperdício, Emanoel Reis recomenda percepção apurada das trivialidades cotidianas que funcionam como argamassa na construção dos acontecimentos diários. Segundo propõe, estar atento a eles facilita o entendimento da própria vida, incluindo ser bem-sucedido nos relacionamentos e ter garantia de bons negócios.
Para embasar esse conceito, apresenta uma ideia formulada há muito tempo por um professor da Universidade Federal do Pará cujo nome prefere não divulgar: no mundo, só existem pessoas e ambientes. “Naquele momento, não entendi a essência da ideia. Mas, com o tempo fui aprimorando minha experiência de mundo e, então, compreendi a profundidade da proposta formulada. Se sua percepção está desenvolvida, facilmente identificará as pessoas e seus respectivos ambientes. Com esse conhecimento, você terá mais chances de sucesso”, assinala. (Leia Mais Em Cultura)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s