“Esquema das gráficas” entra na mira do Ministério Público Estadual

INDÍCIOS - "Arranjo" para beneficiar gráficas "amigas" do governo estadual começa a ser descortinado
INDÍCIOS – “Arranjo” para beneficiar gráficas “amigas” do governo estadual começa a ser descortinado

Informações extraídas de documentos publicados no Portal da Transparência do Governo do Amapá
levantam suspeitas sobre a participação de algumas gráficas sediadas em Macapá em um acordo tácito possivelmente firmado com o aval do governo estadual para garantir às participantes lucros estratosféricos em contratos de prestação de serviço para a Secretaria de Estado da Comunicação (Secom).
Uma análise mais detalhada do pregão número 001/2016-CPL/SECOM, memorando 019/2015 – CCOM/SECOM, parecer 044/2016 SPGEA/PGE/AP, processo 37.000.0110/15 Código 00105, ARP número 003/2016, contrato 005/2016-SECOM, apresenta indícios de que houve acerto prévio, combinado nos escaninhos do governo estadual, com divisão dos recursos públicos entre as gráficas previamente selecionadas após anuência do governador Waldez  Góes (PDT).
Fonte do Ministério Público Estadual garante que o “arranjo” não passou despercebido e, mesmo sem aparente infringência da lei, vem sendo acompanhado com relativa atenção. Referindo-se ao “esquema das gráficas”, o agente suscitou uma questão que começou a ser meticulosamente analisada: como se deu o pregão? A princípio, numa avaliação superficial dos documentos expostos no portal, ele encontrou indícios de que os itens do pregão podem ter sido elaborados por “encomenda” para beneficiar as gráficas “amigas” do governo do Estado. “Tanto que teve gráfica, que ao se ver alijada do processo, tratou de protocolar pedido de cancelamento e, sem demora, foi prontamente atendida, resultando dessa medida, uma nova publicação”, assinalou.

Acompanhem abaixo o que chamou atenção do MPE:

M R COMERCIO SERVIÇOS LTDA –ME (GRÁFICA OFF 7)
20.000 | Calendário de mesa impresso em policromia base: formato 44,5×10 cm papel supremo alta alvura 350 g (gramas) base impressa com calendário 2016 (1 lado) e publicidade. Miolo. Folhas impressas (12 paginas ); formato 17×10 cm papel couché brilho 230g. | R$ 89.200,00
(R$ 4.46 a unidade)

TALENTO DIGITAL LTDA-ME (TALENTO)
30.000 | Cartaz 2, em policromia,papel couché 115 g, tamanho 31×44 cm. | R$ 25.000,00
(Cobrado R$ 0,84 , sendo que o valor de mercado está na casa de 0,25 a 0,30
20.000 | Cartão de visita, em policromia, papel couché fosco 210 g, tamanho 9x5cm | R$ 3.800,00
(Cobrado R$ 190,00 o milheiro, sendo que o valor de mercado está em torno de R$ 60,00/milheiro, como podem ver em anúncios nas ruas de Macapá)

W. B. J. EDITORA GRAFICA LTDA – ME (GRAFICA PRINTGRAF)
80.000 | Cartaz 1, em policromia,papel couché 115g, tamanho 44x64cm.| 115.200,00
(Cobrado R$ 1,44 a unidade, sendo que o valor de mercado não chega a R$ 1,00 e gráfica não possui offset para esse formato)

Q. S. DA SILVA – EPP (GRÁFICA VITÓRIA)
50.000 | Certificado,em policromia,papel couche fosco 210g,tam 30x21cm | R$ 44.500,00
(Cobrado R$ 0,89 a unidade, sendo que o valor no mercado não ultrapassa R$ 0,20/0,25 a unidade)

Normalmente nos pregões há brigas por valores, como podemos verificar não houve nesse caso, pois se formos solicitar um orçamento dessas mesmas discriminações nas próprias gráfica vamos ver que os valores estão superfaturados.
Você sabia, que se formos comprar uma carreta de 25 toneladas de papel couché custa na faixa de R$ 100.000,00 em São Paulo?
Estamos falando de mais de R$ 2 milhões em materiais gráficos gasto.

Veja mais detalhes no gráfico abaixo:

graficas_correto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s