Em meio à crise econômica, políticos aumentam o próprio salário

AFRONTA - Políticos eleitos pelo voto dos desempregados decidem aumentar seus próprios salários
AFRONTA – Políticos eleitos pelo voto dos desempregados decidem aumentar seus próprios salários

Os brasileiros estão inconformados com os desvarios de senadores, deputados federais e estaduais, e vereadores que, lançando mão de manobras sub-reptícias, conseguem elevar os próprios salários a estratosféricos patamares. Totalmente contrários à realidade social e econômica do povo. Verdadeiras aberrações. Vindo de diversas cidades, o repúdio público está conseguindo barrar essas medidas bizarras e extremamente nocivas ao País, principalmente neste momento de profunda e avassaladora crise política e econômica. No Amapá, unidade da federação com um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano do Brasil, o governador Waldez Góes (PDT) ganha mais de R$ 30 mil de salário por mês. Um acinte repugnante.

Outro mau exemplo

“Por 30 votos a 11, os vereadores de São Paulo conseguiram aprovar na terça-feira, 20, o aumento de seus próprios salários em 26,3% a partir de 2017. A aprovação do reajuste salarial pode ser considerada a primeira “desobediência” por parte de vereadores que vão compor a base do prefeito eleito João Doria (PSDB), que assume em 1º de janeiro. Doria se manifestou diversas vezes contra o aumento.
O projeto de resolução, da Mesa Diretora da Casa, foi publicado no Diário Oficial da Cidade do último dia 16. O texto prevê que o subsídio mensal dos 55 vereadores paulistanos suba dos atuais R$ 15.031,76 para R$ 18.991,68 a partir de 2017, valor que corresponde a 75% dos salários dos deputados estaduais, índice máximo de salário permitido pela Constituição Federal. A lei proíbe que os vereadores aumentem seus próprios salários numa mesma legislatura. O último reajuste dos parlamentares ocorreu há quatro anos”.

O triunfo da voz das ruas

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s