Violência em manifestações é fato complexo, causa indignação e pede reflexão

Por: Marco Aurélio Nogueira

Há coisas que não casam com democracia e não podem ser toleradas, nem sequer de leve. Uma delas é a violência em protestos e manifestações.
As cenas dos confrontos entre manifestantes e policiais vêm provocando horror e preocupação.
Muitos têm reagido com indignação contra os excessos da repressão, empreendida por policiais armados, com viseiras, escudos, gás lacrimogênio, cassetetes e cães. Fizeram muito bem. O que se viu desonra a democracia e as lutas sociais. Os mais engajados responsabilizaram diretamente os governos (estadual e federal) pela truculência da PM em todo o Brasil.
É uma espécie de lei universal: as pessoas querem falar de seus problemas e protestar, e os governos não querem ouvi-las e nem querem que sejam ouvidas. Daí para o excesso, o arbítrio e a violência é um passo, que a cada dia parece ser dado com maior rapidez. Incomodado, o poder age e busca desqualificar os que o desafiam. Tanto faz se são de esquerda ou direita, progressistas ou conservadores. Os manifestantes sobem o tom, vocalizam demandas que quase nunca podem ser atendidas. Provocadores surgem de todos os cantos e de ambas as partes. Heróis e vítimas também.
Cenário perfeito para confrontos improdutivos e cenas de horror.

PROGRAMA DEDO DE PROSA

(Leia Mais Em Política)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s