População critica atendimento precário na saúde pública de Macapá

Saúde em Crise?
Secretária de Saúde do Amapá, Olinda Araújo, avaliza as reclamações da dona de casa Maria de Nazaré da Silva

Segundo levantamentos do Hospital de Emergência, foram realizados 77.049 atendimentos somente em 2012. Apenas 7.803 (10,12%) do total de atendimentos realmente eram de urgência e emergência

“Do que adianta eu ir ao Posto de Saúde se lá não vou ser atendida? Prefiro vir ao Hospital de Emergência que sei que serei atendida, farei os exames e serei medicada”. É dessa forma que a dona de casa Maria de Nazaré da Silva Nunes responde ao questionamento do médico sobre o porquê de não ter procurado seu atendimento no posto de saúde próximo à sua residência.
Maria de Nazaré mora no bairro do Pacoval, Macapá, e lá existe um Posto de Saúde, mas, preferiu ir direto ao Hospital Estadual de Emergência (HE) buscar atendimento médico. A dona de casa foi atendida no hospital por conta de dores abdominais, que não chega a ser um atendimento de urgência e emergência, do qual é ou seria a especialidade do Hospital de Emergência.
Segundo a Resolução nº 1.451/1995, do Conselho Federal de Medicina, a definição de Urgência é a ocorrência imprevista de agravo à saúde com ou sem risco potencial de vida, cujo portador necessita de assistência médica imediata. A Resolução diz ainda que Emergência é a constatação médica de condições de agravo à saúde que impliquem em risco iminente de morte ou sofrimento intenso, exigindo, portanto, tratamento médico imediato.
Estas são as atribuições e atendimentos que o Hospital de Emergência teria que atender. Mas, além desses atendimentos de Urgência e Emergência, o HE também vem fazendo o atendimento que seria de responsabilidade da Atenção Básica de Saúde, de responsabilidade do município. O que reflete muito bem a resposta da paciente.
Mais de 90% dos atendimentos no HE são de responsabilidade da atenção básica de saúde. Segundo as estatísticas do Hospital de Emergência, foram realizados em 2012 na Clínica Médica do Hospital 77.049 atendimentos ao todo. Sendo que apenas 7.803, ou seja, 10,12% do total de atendimentos realmente eram de urgência e emergência. O restante poderia ser feito nos postos de saúde de Macapá

Atendimento prejudicado pelo volume excessivo de ocorrências
Os números atestam que o Hospital de Emergência poderia prestar um atendimento de melhor qualidade ao seu público se realmente cada um, na Rede do Sistema Único de Saúde (SUS), cumprisse sua responsabilidade.
“Às vezes, o que falta também é o entendimento de como funciona o fluxo de atendimento da Rede SUS. Muitos de nossos usuários ainda não sabem que tipos de atendimentos são de referência no HE. Precisamos, junto com os governos municipais, avaliar onde é que está o problema, onde podemos trocar experiências para que o funcionamento da Rede seja feito por completo, e não por meio desses ‘atalhos’ que hoje existem, como a procura direta ao HE, ao invés dos pacientes procurarem, antes, as Unidades Básicas de Saúde”, disse a secretária de Saúde do Amapá, Olinda Araújo, por meio de sua assessoria.
Segundo informações do Ministério da Saúde (MS), no Brasil, a organização da atenção básica está delegada à gestão municipal e os repasses dos recursos federais são automáticos, por meio do Piso da Atenção Básica (PAB), fixo e variável. Alguns estados instituíram repasses específicos para o Programa Saúde da Família (PSF) e para o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS), sejam de recursos diretos fundo a fundo, sejam pela contratação de profissionais e cessão dos mesmos aos serviços instalados e geridos pelos municípios.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s