“Harmonia” se rearticula para manter a Prefeitura de Macapá

ex-senador
Ex-senador Gilvam Borges é um dos coordenadores da campanha de reeleição de Roberto Góes

Com o objetivo de manter o controle da prefeitura da capital o atual prefeito, Roberto Góes (PDT), juntamente com o ex-governador Waldez Góes (PDT), o ex-supersecretário Alberto Góes e o ex-senador, Gilvan Borges (PMDB), trabalham dia e noite para formatar uma grande aliança envolvendo todos os partidos que fizeram parte da “harmonia política”, que governou o Amapá entre 2003 e dezembro de 2010. Mais empenhado está Gilvam Borges. O ex-senador chegou a ensaiar recentemente um possível rompimento político com o PDT, porém, recuou e acaba de anunciar que o PMDB apoiará a candidatura do prefeito a reeleição,  abrindo mão inclusive de pleitear a vice na chapa de Roberto Góes. O PMDB tinha a intenção de indicar o nome da ex-deputada Francisca Favacho na vice do PDT.
Preocupado em não perder o segundo maior orçamento público no estado, Gilvan não esconde o projeto de reunir novamente todos os partidos aliados do PDT durante  o governo do estado, agora em torno de um único nome a prefeitura. Pedetistas e peemedebistas pretendem oferecer a vice a outras legendas, entre elas PSDB e DEM, tudo para impedir que  outras candidaturas venham criar ainda mais dificuldades durante o pleito.
Como tucanos e Democratas possuem candidaturas próprias a prefeitura, a missão não será nada fácil. No PSDB onde o presidente da Câmara de Vereadores de Macapá, Rilton Amanajás, disputava internamente com o deputado estadual Michel JK a intenção de sair candidato o problema já foi resolvido. Rilton recuou em apoio a Michel que agora tem o apoio de todo o partido e trabalha na formação de alianças. No DEM, embora a candidatura do deputado federal Davi Alcolumbre caminhe lentamente, existe a possibilidade do apoio do ex-deputado Lucas Barreto.
O dialogo se estende ainda a outras legendas, entre elas o PSC do presidente da Assembleia Legislativa, Moises Souza. Embora não tenha candidato a prefeitura o apoio de Moises atrairia outras parlamentares e, portanto, outras legendas menores.
Retrospecto
Gilvam e Roberto estavam entre as principais lideranças políticas aliadas do ex-governador Waldez Góes (PDT) que no governou construiu a “harmonia entre os poderes”. No campo político a referida aliança durou até 2008 quando vários aliados decidiram disputar a prefeitura de Macapá. O rompimento final ocorreu em 2010 após  Waldez deixar o governo para disputar uma vaga ao senado. No mesmo ano pouco antes das eleições,  o ex-governador juntamente com o então governador Pedro Paulo, a  ex-primeira dama Marília Góes, além de outras autoridades e empresários foram presos durante a operação Mãos Limpas, realizada pela Polícia Federal no Amapá.
Mesmo derrotado nas urnas Gilvan ainda chegou a ocupar a cadeira de senador em Brasília até novembro de 2011, no entanto após a decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a validade da Lei da  Ficha Limpa para o pleito de 2010,  deixou a vaga para o senador João Alberto Rodrigues Capiberibe. Desde então O ex-senador tem tentado ocupar o posto de líder das oposições ao governo, porém não é levado a sério em razão do comportamento político. Obcecado pela ideia, se auto-intitulou governador paralelo chegando a tentar fazer obras públicas e inaugurando um prédio como  palácio sede do suposto governo.
Já Roberto ainda permanece prefeito exatamente por ter feito parte da harmonia. Chegou a ter o mandato cassado seis vezes, mas sobreviveu a todas. Em 2010 durante as investigações da operação Mãos Limpas foi preso pela Polícia Federal, e mesmo permanecendo por mais de um mês na carceragem da PF em Brasília não foi incomodado pela Câmara de Vereadores.
Mesmo com todos esses problemas o prefeito concorre a reeleição apoiado pelo PMDB e trabalhando para ressuscitar novamente a harmonia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s