Pobre de marré, marré

Papaléo Paes chora falta de dinheiro para campanha

Discurso no Senado
Papaléo lagrima durante discurso sobre aperto financeiro

Candidato à reeleição pelo Amapá, Papaléo Paes (PSDB) usou a palavra na segunda-feira, 02 de agosto, no plenário do Senado, para lamentar a apertada situação financeira. Paes disse que não tem dinheiro, como os eleitores pensam, porque apenas com o salário de parlamentar não é possível enriquecer. “Então, se eu aparecer com riqueza, tenham certeza absoluta de que esta riqueza não é proveniente do ato legal do recebimento dos meus salários; é de atitudes ilegais, corruptas e daí por diante”.

A falta de recursos, segundo Paes, dificulta a campanha eleitoral, inclusive para divulgar o trabalho parlamentar. “Lamentavelmente, eu não tive meu trabalho divulgado no meu Estado. Eu não tive condições financeiras para divulgar o meu trabalho”, disse, antes de listar os três projetos de lei de sua autoria aprovados: o Dia Nacional da Língua Portuguesa; o Dia Nacional da Cidadania; e uma alteração fundamental na eleição do Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). “Mas, infelizmente, o povo do meu Estado não sabe disso. Lá não tem TV aberta”, lamentou.

Anúncios

Um comentário em “Pobre de marré, marré

  1. Ora, ora…. vejam so´ a ingenuidade do Dr. Papaleu: se meteu com os piores bandidos do senado e n~ao arrtanjou nem pra gasolina. Da nem pra lamentar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s