CURTA AS CURTAS

 A saia justa de Helena Guerra em Roberto Góes

A relação do prefeito de Macapá Roberto Góes (PDT) com a vice-prefeita Helena Guerra (DEM) não se sedimenta mais em bases sólidas. Insatisfeito com as recentes declarações de Guerra, Góes tem confidenciado à auxiliares próximos que sua confiança na vice-prefeita caiu ao rés-do-chão. Ultimamente, comentou ele, tem evitado o máximo viajar fora do Estado para não deixar Helena assumir o cargo, mesmo temporariamente. Nas últimas vezes em que foi substituído, os contratempos resultantes de decisões “atabalhoadas” tomadas por ela quase complicam a administração municipal.

No entendimento de Góes, a vice-prefeita padece de “hipertrofia encefálica combinada com vacuidade cerebral, excesso de moldura para escassez de conteúdo”. Esta conclusão, com características de diagnóstico estilo doutor Rosano Barata, Roberto Góes externou ao ser informado das opiniões emitidas por Helena Guerra a Hercílio Mescouto, quando em visita à subprefeitura, na Zona Norte . Para a vice-prefeita, sozinho Roberto Góes não tem carisma para alcançar índices de popularidade tão elevados.

Nas últimas semanas, as incontinências verbais de Helena Guerra tem incomodado o pedetista com mais frequência. E segundo assessores, a vice-prefeita vem sendo gradualmente afastada do núcleo de decisões do Palácio Laurindo Banha. Há quem acredite que a ruptura é inevitável. Se acontecer, fica mais uma vez provado que ninguém pode construir um edifício de muitos andares sobre os alicerces de uma choupana. Roberto Góes que se cuide!

Mentiras para melhorar o humor de Pedro Paulo

No início da tarde de quarta-feira, 30 de junho, o governador Pedro Paulo Dias de Carvalho (PP) recebeu duas informações que o deixaram sobremaneira animado. A primeira delas refere-se ao pré-candidato ao GEA pelo PSDB, deputado estadual Jorge Amanajás. Contaram para PP que a pré-candidatura do tucano está em visível processo de desaceleração.

A segunda e mais alvissareira notícia inoculada nos ouvidos do governador diz respeito ao PT que apóia a pré-candidatura ao GEA de outro deputado estadual, Camilo Capiberibe (PSB). Pedro Paulo ficou sabendo que dentro da dissidência do PT existem influentes lideranças insatisfeitas e propensas a abandonar o barco pessebista.

Fontes próximas ao governador comentaram que após os dois informes, PP seguiu lépido e lampeiro para o Ginásio de Esportes do Santa Inês, onde ocorreu a convenção do Partido Progressista. No carro que o transportava, teria comentado com assessores que “o deputado [Jorge] Amanajás poderia estar em outra situação caso houvesse aceitado ser seu (dele, Pedro Paulo) pré-candidato a vice-governador”. Entende que ao se posicionar publicamente contrário à coligação PMDB/PSDB, o senador José Sarney (PMDB) contribuiu para enfraquecer o projeto político de Amanajás.

Sonhos de padaria e políticos de verdade

Nesses dias de ajustes pré-eleitorais no Amapá, em que o interesse individual suplanta o coletivo, os fatos mais insignificantes, e às vezes inexistentes, ganham contornos de verdades absolutas. As mentiras, as invencionices batizadas de “diabinhos”, permeiam ambientes e pessoas e ganham volume entre aqueles que sofrem de permanente verborragia. Sempre é bom lembrar que a história dos “grandes homens”, que o saber histórico nos revela, depende sempre da exploração e dominação dos “pequenos homens”.

Assim sendo, diante de tantas manobras sórdidas perpetradas às escâncaras, mais uma vez constata-se que infelizmente o Amapá ainda não tem políticos “órfãos”. Porque político de verdade é órfão. Ele não tem pai, mãe, irmão ou irmã. Tampouco mulher ou filhos e filhas. O único compromisso dele é promover o bem-estar de seu povo. Não que ele ame o povo. Só quem afirma amar o povo é político mau caráter. Político de verdade ama o próximo.

Aqui vale lembrar do Barão de Itararé: “A moral dos políticos é como elevador: sobe e desce. Mas, em geral, enguiça por falta de energia, ou então não funciona definitivamente, deixando desesperados os infelizes que confiam neles”. É isso. Que a terra nos seja leve. Mas, antes de encerrar deixo aqui uma admoestação: “nunca desistam dos seus sonhos. Se acabou numa padaria, procurem em outra”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s