Outro desabafo

 O “Ficha limpa” e os maus eleitores brasileiros

Se o eleitor brasileiro (refiro-me a uma maioria absoluta) já estivesse alcançado a maioridade político-eleitoral, certamente o “projeto ficha limpa” nem existiria. Hoje não estaríamos contabilizando essa quantidade enorme de políticos pilantras que grassa serelepe e pimpona Brasil afora.

Mas, infelizmente é preciso reconhecer, o eleitor brasileiro está longe desse nível de responsabilidade. Ainda demonstra muita imaturidade na hora de escolher em quem vai votar. Se deixa levar fácil pela lábia dos canalhas. Impressiona-se com qualquer coisa. Deixa-se agradar por meia dúzia de bijuterias. Três ou quatro palavras de afago e tapinhas nas costas.

Depois, invade as ruas, em passeatas, paralisando atividades, perturbando a paz pública porque resolveu protestar contra os desmandos, as irresponsabilidades, os desvios de conduta, o mau caratismo e a pusilanimidade de políticos corruptos, autoritários, malversadores e chinfrins.

Sofre porque quer. Não tem saúde pública de qualidade, nem segurança de excelência, tampouco transporte público digno porque vota nos políticos errados. E até gosta disso. Sente prazer em votar nos calhordas. Um masoquismo exacerbado. Ilógico. Demente, mesmo. Qual povo é assim? Nós, o povo brasileiro. Qual povo continua votando mal, apesar das sucessivas eleições desde 1985? Isso, mesmo, nós, o povo brasileiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s