Considerações

O Lula presidente não gosta da Imprensa independente

Porque o ex-sindicalista virou o inimigo público da mídia nacional

O presidente Lula é engraçado – no mau sentido, é claro. Nos últimos anos, o ex-sindicalista deu para desancar a Imprensa, taxando-a de todos os adjetivos publicáveis. Fora os impublicáveis, que com certeza ele deve pronunciar no sacrossanto aconchego do lar, ou mesmo no gabinete presidencial. Não é difícil imaginar o que o Lula fala quando está puto. Deve soltar a língua contra a Imprensa e jornalistas mais ou menos assim:

  • Esses F.D.P. deveriam me respeitar! Tirei o Brasil da merda!… Depois do Getúlio, sou o maior presidente que esse País já teve!… Imprensazinha de merda! – e por aí afora.

Pelos rompantes, Lula tem algo de ditatorial em seus atos e falas. Não aceita críticas, acha que está imune e pode fazer o que bem entender porque, pensa ele, é o “Lulinha paz e amor” e tem popularidade para dar e vender. E dessa forma, com toda essa cancha, pode eleger qualquer um, até um poste, se quiser. Mas, Lula nem sempre foi assim. No final dos anos 1980, entrevistei o Lula sindicalista, o Lula líder das esquerdas. Aquele Lula que comia peixe-frito e bebericava generosas doses de pinga 51, de preferência. O Lula da cara enfezada. Ele “adorava” a Imprensa. Gostava de acercar-se de jornalistas, papear com eles, contar “causos” da política sindical, cometer confidenciazinhas para demonstrar proximidade, parecer um amigo de longas datas que chega abraçando, tirando sarro, fazendo trocadilhos infames, depois, entre um trago e outro, comete seus pecadilhos, soprando nos ouvidos do interlocutor pequenas “mentiras sinceras”.

O PT do Lula ainda estava na fase embrionária. Conheci muita gente, colegas de faculdade e ligados ao DCE da UFPA que brigavam, xingavam a mãe, esbravejavam se falassem mal do Lula. Eram revolucionários de cotovelo, daqueles, de mesa de bar. Teóricos de esquina que conheciam alguma “coisa” de Marx, Gramsci, Lênin e já saiam por aí, traçando planos mirabolantes para implantar o socialismo no Brasil. Não faziam mal a ninguém. Nem a eles mesmos, já que não eram levados a sério. Também conheci muita gente, centrada, comedida, estudiosa, que desconfiava do Lula e do PT (para esses o “PT era uma verdadeira babel ideológica”), que achava o socialismo uma falácia e, anos mais tarde, encontrei nas ruas, fazendo passeata, participando de “piquetes” (lembram dos piquetes?), organizando greve de rodoviário, apanhando do delegado Paulo Tamer, titular da DOPS em Belém (PA).

De surpreender, mesmo. Tinham se tornado petistas xiitas (termo inusual naquela época), de levantar faixa, de enfrentar PM nas ruas, de partir para o confronto. Querem alguns exemplos? O ex-deputado Babá, que era funcionário da UFPA; a governadora do Pará, Ana Júlia Carepa, o ex-prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues; o “Canetão”, apelido do Luiz Araújo, que foi presidente do Sindicato dos Professores do Pará, depois deputado estadual e secretário da Educação do Edmilson; o “japonês” Ângelo; Valtinho do Basa; e um sem-número de porras-loucas, que ocupam ou ocuparam secretarias e outros “ias” mais no governo da “Carepinha Cerpinha”.

Passados quase 30 anos, vejam só, estão todos no poder. Inclusive o ex-sindicalista Lula, aquele que gostava de uma pinguinha com limão e hoje só degusta uísque de primeira, de marca, e que entre um trago e outro, entre uma baforada e outra de um legítimo cubano, desanca a Imprensa que continua, apesar das bordoadas verbais de sua Excelência, impregnada de servilismo. Tão subserviente que jamais mergulhou fundo nas mazelas da “Era Lula”, preferindo transitar na superfície, no corredor acarpetado do poder. E quando isso “quase” aconteceu, logo recuou diante de reações advindas de notórios escroques da política nacional.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s