Está chegando a hora

Natal para refeltir
Árvore de Natal: um símbolo de união e paz

Dias de reflexão sobre os três tempos de nossas vidas

O ano de 2009 chega ao fim. Como acontece em períodos idênticos, é o momento oportuno para ampla reflexão sobre todas as coisas que aconteceram ao longo desses 12 meses. Não somente avaliar os acontecimentos em nosso entorno, mas, principalmente, os fatos ocorridos em nível nacional e mundial. Afinal, não vivemos numa aldeia. Tampouco estamos separados do resto do mundo. Somos elos integrantes dessa imensa corrente chamada humanidade. Podemos começar meditando sobre a rua em que moramos, sobre nossos vizinhos. Será que no decorrer do ano manifestamos algum gesto de civilidade para com eles. Quantas vezes os cumprimentamos calorosamente (em vez daquele trivial, insípido e quase forçado “bom dia”)? Houve algum instante em que procuramos saber com eles se estavam precisando de alguma coisa? Procuramos visitá-los desinteressadamente? Tantas vezes estivemos tão envolvidos em nossos afazeres que, sem percebermos, nos tornamos irremediavelmente egoístas. Enrolados em nós mesmos, seguimos indiferentes aos pequenos dramas cotidianos encenados por pessoas bem próximas e, ao mesmo tempo, “zil” anos-luz distantes de nós porque, cegos e mudos, não é problema nosso, portanto, não devemos nos meter. Somente quando esses micro-dramas se transformam em grandes tragédias é que acordamos de nossa letargia. Mas, aí caros amigos e amigas, sempre é muito tarde. Também é importante refletirmos sobre nosso desempenho enquanto cidadãos e cidadãs, moradores e moradoras de Macapá. E as vezes em que viramos as costas para o vandalismo praticado contra o patrimônio público, praças e monumentos, dentre eles, porque “é responsabilidade do poder público prevenir tais delitos”. E das ocasiões em que, displicentemente, atiramos latinhas, papeis e outros lixos pela janela do carro em movimento. Ou pior e mais perigoso, desrespeitamos o sinal de alerta (amarelo) do semáforo, ao praticarmos o chamado “rabo de sinal”, e colocamos em risco de morte pessoas inocentes. E o mais importante para todos, aproveitando a proximidade do ano eleitoral, é refletirmos sobre em quem vamos escolher para nos governar em nível estadual e nacional e quais pessoas são realmente dignas de nossos votos para tornarem-se nossas representantes no Congresso e na Assembleia Legislativa do Amapá. É um momento crucial para o futuro de todos, principalmente de nossos filhos, netos e bisnetos. Portanto, devemos agir com honestidade, sensatez e perspicácia ao definirmos os nossos candidatos e candidatas para que não tenhamos de nos arrepender em seguida. Dessa forma, meus e minhas, podemos igualmente reavaliar nossas opiniões sobre tudo. E considerarmos que opinião não pode ser monolítica. E se dermos mais valor ao ouvir e aprendermos com as mais comezinhas das situações, então estaremos nos aproximando de uma verdade milenar: só sei que nada sei. Alcançado esse patamar de reconhecimento da própria falibilidade, é possível viver cada segundo de nossas vidas extraindo sabedoria de todas as manifestações, sejam elas humanas ou não.

Feliz Natal e Próspero Ano Novo para todos!  São os Votos de Emanoel Reis e Família

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s